The Short Guide to Festival de Cannes 2014 - Part I



Destaques da Competição Oficial de Curtas-Metragens.
Short Films Competition highlights.

    Cinco narrativas paralelas abordam temas como fraude, roubo e transgressão nas suas perspectivas sagradas e mundanas.
    Five parallel narratives covering themes of deception, theft and violations both sacred and mundane.

  • UKHILAVI SIVRTSEEBI (Dea Kulumbegashvili)

    Um vislumbre íntimo para um mundo onde a hierarquia familiar, religião e o estatuto social da mulher são incontestados.
    An intimate glimpse into the world where family hierarchy, religion and the place of the woman are uncontested.

  • HAPPO-EN (Masahiko Sato, Takayoshi Ohara, Yutaro Seki, Masayuki Toyota, Kentaro Hirase)

    Nas nossas vidas, há momentos em que não sabemos como nos comportar. Durante um casamento japonês, tudo decorre como planeado e, sem correr o risco de parecer deslocado em tão feliz ocasião, não existem muitas alternativas caso nos sintamos entediados. Mas no fim, a liberdade está à nossa espera...
    In our lives, you have to endure moments when you don’t know how to behave. In a Japanese wedding, everything proceeds as planned, but you can’t do something else even if you are bored, and you can’t look displeased because it is an auspicious occasion. At the end, liberation should be awaiting...

  • LEIDI (Simón Mesa Soto)

    Leidi vive com a sua mãe e um filho bebé. O seu namorado, Alexis, não aparece em casa faz dias. Naquela manhã solarenga, e após dar banho ao filho, Leidi vai comprar fruta a pedido da mãe. Quando um conhecido diz-lhe que terá visto Alexis com outra mulher, Leidi esquece-se do recado da mãe e parte em busca do pai do seu filho.
    Leidi lives with her mom and her baby. Her boyfriend, Alexis, hasn't shown up in days. That sunny morning, after she bathed her baby, Leidi was sent by her mother to buy plantains. She meets a guy that tells her he has seen Alexis with another girl. She forgets about bringing home the plantains and embarks on a journey to find him. Leidi won't return home until she finds the father of her child.

  • SONUNCU (Sergey Pikalov)

    A história do último veterano da Segunda Guerra Mundial. Um idoso solitário, perdido no espaço e no tempo, que há anos vive no seu próprio mundo, falando com o frigorífico e recolhido no seu passado.
    A story about a World War II veteran — the last alive in the world. A lonely old man, lost in space and time... for years he is living in his own world talking to a fridge and hiding in it his past.

  • A KIVEGZES (Petra Szőcs)

    1990, Cluj, na Roménia. Três crianças recriam a execução de Ceausescu. Quem interpretará o executado?
    1990, Cluj, Romania. Three children re-enact Ceausescu’s execution. Who will be the victim?

  • AÏSSA (Clément Trehin-Lalanne)

    Aïssa é uma rapariga congolesa a residir ilegalmente em território francês. Afirma ser menor, mas as autoridades acreditam que ela tem mais de dezoito anos. Para uma tomada de decisão sobre se pode ou não permanecer no país, Aïssa terá de se submeter a um exame físico.
    Aïssa is Congolese and is presently residing illegally on French territory. She claims to be a minor however the authorities believe she is over 18. In order to establish whether or not she can remain in the country a doctor must give her a physical examination

  • LES CORPS ÉTRANGERS (Laura Wandel)

    Durante a sua reabilitação, um fotógrafo de guerra mostra-se apreensivo com a proximidade física e os olhares directos dos outros. O seu fisioterapeuta ajuda-lo-à a recuperar a capacidade de olhar para o mundo de um modo totalmente diferente.
    During his rehabilitation, a war photographer is apprehensive of the look of other people on him and the proximity of his body. The physiotherapist who is helping him will try to restore his ability to watch the world around him differently.

  • JA VI ELSKER (Hallvar Witzø)

    Quatro gerações, cada uma com a sua crise, em quatro localidades diferentes durante as celebrações do Dia da Independência da Noruega.
    Four generations, each with a crisis, set in four different parts of Norway on the Norwegian Independence Day.

O alinhamento completo da Selecção Oficial do Festival de Cannes 2014, que decorrerá de 14 a 25 de Maio, pode ser consultado no site oficial do certame.
The Official Selection for the 2014 Cannes Film Festival, which will take place from May 14 to 25, can be accessed in the official site of the event.

0 comentários:

Short of the Day #24



A vida é uma guerra.
Comédia absurda sobre um veterano da Guerra do Vietname no momento em que recebe alta de um hospital psiquiátrico, reza a lenda que A FIELD OF HONOR (vencedor de um Student Academy Award) é o filme que chamou a atenção de Steven Spielberg para o talento e humor de Robert Zemeckis: "Ele abeirou-se da minha secretária, sentou-se e mostrou-se este filme estudantil... e achei que era fantástico, com carros de polícia e motins ao som da banda sonora de Elmer Bernstein para A GRANDE EVASÃO".

Life is a war.
An absurdist comedy about a recently discharged Vietnam Vet as he leaves a mental institution, rumor has it that A FIELD OF HONOR (winner of a Student Academy Award) is the film that caught Steven Spielberg's attention to the talent and humour of Robert Zemeckis: "He barged right past my secretary, and sat me down and showed me this student film... and I thought it was spectacular, with police cars and a riot, all dubbed to Elmer Bernstein's score for THE GREAT ESCAPE."


  • . Ficha Técnica / Credits:
Realização / Directed byRobert Zemeckis
Argumento / Written byRobert Zemeckis, Bob Gale
Fotografia / Cinematography byHorace Jordan
Elenco / CastPete Belcher, Roger Pancake, Roger Vaughn
Ano / Year of release1973
País / CountryEUA / USA

0 comentários:

Short of the Day #23



O refúgio de um plano-sequência.
Composto por um único plano de 13 minutos, BEFORE DAWN (Melhor Curta-Metragem na cerimónia dos Prémios do Cinema Europeu em 2006), do jovem cineasta húngaro Bálint Kenyeres, é uma portentosa demonstração do poder de ilusão no Cinema. Do simples exercício de estilo até à hipotética mensagem política, quem e o que se esconde da objectiva fixada neste cenário aparentemente isolado?

Hideaway in a long take.
Comprised of a single 13 minutes shot, BEFORE DAWN (winner of the Best Short Film Award from European Film Awards in 2006), directed by the young hungarian filmmaker Bálint Kenyeres, comes has a powerful demonstration of the power of illusion in Cinema. From the plain gimmick to the sight of a hypothetical political message, who and what are hidden from the lens fixed in this apparent secluded setting?


  • . Ficha Técnica / Credits:
Realização / Directed byBálint Kenyeres
Produção / Produced byBálint Kenyeres, András Muhi
Argumento / Written byBálint Kenyeres, György Réder
Fotografia / Cinematography byMátyás Erdély
Ano / Year of release2005
País / CountryHungria / Hungary

0 comentários:

Balanço IndieLisboa 2014 — Competição Internacional de Curtas-Metragens


O primeiro balanço a fazer da Competição Internacional de Curtas-Metragens do IndieLisboa2014 vai para o realce da qualidade acima da média dos títulos apresentados, numa "montra" de 37 títulos onde imperou, feliz e obrigatoriamente, a busca por um Cinema realmente abrangente, através da variedade de registos (do género às emoções proporcionadas, passando pela capacidade de surpresa) exibidos.

O segundo destaque vai para a assertiva decisão do júri em premiar MILLE SOLEILS, de Mati Diop, como a Melhor Curta em Competição.


Numa fusão entre o documentário e a ficção, este assombroso retrato de Magaye Niang, o agora decadente protagonista de TOUKI-BOUKI (de Djibril Diop Mambéty, tio da realizadora Mati Diop), ousa contrapor, num modo que só o Cinema sabe fabricar, a memória histórica à pura melancolia onírica, testemunhando as ambições e dilemas da diáspora africana.

Ainda no campo do cinema documental, a reflexão sobre o mundo contemporâneo — a crise económica, talvez para alívio dos espectadores, esteve praticamente ausente da Competição — surgiu nos cinco títulos centrados em realidades que não ocupam as atenções imediatas dos media: NASZA KLATWA (uma corajosa exposição da doença do filho do próprio realizador Tomasz Sliwinski, nascido com uma rara doença congénita, que arrecadou o Prémio do Público), DER UNFERTIGE (de Jan Soldat, sobre um "escravo" voluntário que, nesse aprisionamento, afirma-se como o homem mais livre do mundo moderno), ESCORT (de Guido Hendrikx, sóbrio retrato dos oficiais holandeses responsáveis por acompanhar deportados, premiado com uma Menção Honrosa), LE PETIT PRINCE AU PAYS QUI DÉFILE (de Carina Freire, sobre o peculiar quotidiano do patinador luso-descendente Stéphane Lambiel, um confesso admirador, e em português fluente, "da bica cheia e do pastel de nata") e THE DISQUIET (de Ali Cherri, investigação aterradora em torno da História da actividade sísmica do Líbano).


O filme experimental encontrou, no IndieLisboa 2014, terreno fértil para a sua notoriedade, e com resultados medianamente satisfatórios. Na produção portuguesa, A CAÇA REVOLUÇÕES (Margarida Rego) foi título em destaque pela exortação de nunca se deixar envelhecer a "revolução" — e não só a do 25 de Abril de 1974...


Entre outras propostas, deixaram positiva impressão a experiência split screen num smartphone de HEIGHTS (Calum Walter), as memórias sensoriais e vivências sobrepostas do terramoto de 2011 no Japão em SUBSTANZ (Sebastian Mez) ou o álbum de família(s) de uma aldeia em ruínas de LOS GUARDINES (Miguel Aparicio). Já AS FIGURAS GRAVADAS NA FACA COM A SEIVA DAS BANANEIRAS (Joana Pimenta), outra proposta nacional, constitui-se como caso merecedor de reanálise futura: à primeira impressão, não se encontraram as razões para apreço no seu sentido pertinente nem na sua composição formal.

Nos meandros da ficção — um conjunto que, na nossa opinião, poderia ter gerado justos premiados —, a Competição Internacional do IndieLisboa ficou assinalada por dois salutares regressos ao Festival: John Skoog, com a exigente formalidade sensorial de FÖRÅR, e Dominga Sotomayor Castillo (coadjuvada por Katarzyna Klimkiewicz), num encontro de família marcado pela tensa ausência de um dos seus membros, tal como testemunhado pelo impressionante LA ISLA.


Ainda no âmbito do cinema ficcional, registo para o fulgor de três cineastas estreantes: a experiência psicadélica de IRL (Grant Singer), a inquietação social e familiar no seio de uma rígida sociedade muçulmana rumo à sua quase inevitável ocidentalização em LES JOURS D'AVANT (Karim Moussaoui) ou o fresco de bombásticas revelações no feminino de QUELQU'UN D'EXTRAORDINAIRE (Monia Chokri, actriz habituée de Xavier Dolan), evidenciam a prossecução da tradição do IndieLisboa em apresentar valores artísticos a ter em conta no futuro.

A animação, género quase indissociável do formato da curta-metragem, encontrou na 11ª edição do Festival quatro distintivos representantes, dos quais o humor irónico e absurdo, com laivos de manifesto ecológico, de SYMPHONY NO. 42 (Menção Honrosa do júri realizada por Réka Bucsi), foi o seu ponto alto.


THROUGH THE HAWTHORN (Anna Benner, Pia Borg e Gemma Burditt), no realce, através da sua diversidade de técnicas de animação, dos perturbadores estados de espírito nos intervenientes de uma consulta psiquiátrica, VIRTUOS VIRTUELL (Thomas Stellmach e Maja Oschmann), uma coreografia, a aguarela negra, de uma ópera de Louis Spohr, e YEARBOOK (Bernardo Britto), ternurento requiem para o fim do mundo, são os outros títulos que ficaram na memória.

Classificações individuais / Individual standings

  • A CAÇA REVOLUÇÕES


  • AS FIGURAS GRAVADAS NA FACA COM A SEIVA DAS BANANEIRAS


  • AS ROSAS BRANCAS


  • ATÉ O CÉU LEVA MAIS OU MENOS 15 MINUTOS


  • DER UNFERTIGE


  • ESCORT


  • FÖRÅR


  • HEIGHTS


  • IMPLAUSIBLE THINGS


  • IRL


  • LA ISLA


  • LA LAMPE AU BEURRE DE YAK


  • LE PETIT PRINCE AU PAYS QUI DÉFILE


  • LES JOURS D'AVANT


  • LOS GUARDINES


  • MILLE SOLEILS


  • MOLII


  • MONTENEGRO


  • NASZA KLATWA


  • POUCO MAIS DE UM MÊS


  • PREHISTORIC CABARET


  • QUE JE TOMBE TOUT LE TEMPS?


  • QUELQU'UN D'EXTRAORDINAIRE


  • REIGN OF SILENCE


  • SYMPHONY NO. 42


  • SUBSTANZ


  • THE DISQUIET


  • THE MAN WHO MISTOOK HIS WIFE FOR A HAT


  • THE RUNAWAY


  • THEODORE CASSON


  • THROUGH THE HAWTHORN


  • UN ROI SANS DIVERTISSEMENT


  • UNE VIE RADIEUSE


  • VIRTUOS VIRTUELL


  • WORKING TO BEAT THE DEVIL


  • YEARBOOK


0 comentários: