Short of the Day #73



Power Rangers goes dystopic.
O lado negro da franchise criada pela Saban Entertainment é revelado, com fulgor e violência, em POWER/RANGERS, fenómeno de popularidade na Internet e que, apesar do contentamento dos fãs da série, viu-se envolvido num célere mas agressivo processo de copyright infringement. A curta — um objecto frenético, de criativa distopia e gerador de interminável deleite fanboyism — está agora perfeitamente disponível para visualização.

  • . Ficha Técnica
Realização e MontagemJoseph Kahn
ProduçãoJil Hardin, Adi Shankar
ArgumentoJoseph Kahn, Dutch Southern, James Van Der Beek
FotografiaChristopher Probst
MúsicaBrain and Melissa
Ano2015
PaísEUA

0 comentários:

BIG EYES (2014, Tim Burton)



Uma história de verídico kitsch.
Só a espaços encontramos em BIG EYES (a.k.a. OLHOS GRANDES) as aclamadas "sombras burtonianas". Numa obra onde a liberdade de expansão dos seus actores (Amy Adams naive mas determinada, e Christoph Waltz em modo Hans Lauda) impera, a (sumária) fantasia surge apenas como uma extensão do estado de espírito da protagonista e poucos são os subtextos realmente aproveitados. Contudo, a sua atmosfera descomprometida garante valioso entretenimento.



  • . Ficha Técnica / Credits:
    • RealizaçãoTim Burton
      ProduçãoScott Alexander, Tim Burton, Lynette Howell, Larry Karaszewski
      ArgumentoScott Alexander, Larry Karaszewski
      FotografiaBruno Delbonnel
      MúsicaDanny Elfman
      ElencoAmy Adams (Margaret Keane), Christoph Waltz (Walter Keane), Danny Huston (Dick Nolan), Krysten Ritter (DeAnn), Jason Schwartzman (Ruben), Terence Stamp (John Canaday)
      Ano2014
      PaísCanadá | EUA

    0 comentários:

    The Short Guide to Judaica 2015



    Os 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial serão lembrados na edição de 2015 da Judaica — Mostra de Cinema e Cultura, numa programação ambiciosa que trará a Lisboa um total de 12 longas-metragens de ficção, entre as quais três antestreias nacionais, seis documentários, oito curtas e três sessões especiais.


    Mostra de Curtas-Metragens.


    • AFTER (Lukasz Konopa)

    • AFTER fala-nos da vida contemporânea em Auschwitz. Numa observação do princípio ao fim do dia, espelha a história da vida quotidiana em redor deste local macabro e capta a energia e as actividades de um mundo fascinado por este antigo campo de concentração.


    • SHANGHAI STRANGERS (Joan Chen)

    • SHANGHAI STRANGERS espelha o dilema de uma jovem mulher, Xiu Xiu, na China pós-comunista, onde a riqueza material em rápido crescimento e o vazio espiritual dão origem a um anseio por uma era mais autêntica, quando o amor era mais difícil, mas também muito mais significativo. Um encontro fortuito, uma descoberta inesperada, uma tarde fatídica, uma canção e um barco...


    • INVENTORY (Pawel Lozinski)

    • Aqui, nos 30 hectares do centro da cidade, está a ser feito o inventário – que levará à reconstrução de uma cidade perdida. A câmara concentra-se nos detalhes, mostrando dedos a tocar numa inscrição obliterada ou o processo laborioso de descodificar letras escavadas no solo, pois cada uma significa algo.


    • SALOMEA'S NOSE (Susan Korda)

    • Salomea recorda o dia em que os seus queridos irmãos, Max e Karl, a desfiguraram a ela e a si mesmos para toda a vida. O Dia da Tragédia é como a mãe deles lhe chama, e atribui a culpa ao destino dos seus filhos. No entanto, o destino e a tragédia têm um significado diferente no final deste conto.


    • THE SEDER (Justin Kelly)

    • Quando Leo, um gay assumido, decide levar o seu namorado Mitchell para o apresentar à família durante o "Seder", grande jantar da Páscoa judaica, o amor e a compreensão são postos à prova. Para cúmulo, o Rabino Solomon é o convidado de honra desta ocasião tão especial.


    • RAQUEL: A MARQUED WOMAN (Gabriela Bohm)

    • Se o tema da escravatura sexual continua actual, Raquel faz um mergulho no mundo sombrio da imigração de judias, especialmente do Leste europeu, para a Buenos Aires do início do século XX.


    • TUFELKI (Konstantin Fam)

    • A história de um par de sapatos que viaja da montra de uma loja chique até ao temível campo de Auschwitz. Partindo de um conceito muito original, os sapatos são os protagonistas desta história que espelha a crueldade exercida nos campos de concentração, deixando milhares de sapatos como únicas testemunhas mudas da tragédia.


    • A GOOD STORY (Martin-Christopher Bode)

    • Quando Helga Landowsky descobre o vaso partido num antiquário perto da fronteira germano-polaca, decide que o quer a qualquer preço. Mas Jakub Lato, o antiquário, não quer vender a peça a troco de dinheiro. Ele quer que Helga lhe conte uma história. E que história ela pode contar. Afinal começam a perceber que as suas vidas estão maravilhosamente interligadas e que ambos estão agora, quase 70 anos depois, a contar o último capítulo da história juntos. Só desta maneira a história pode finalmente tornar-se uma boa história.


    O alinhamento completo da programação da Judaica — Mostra de Cinema e Cultura, que se realiza de 4 a 8 de Março, pode ser consultado no site oficial do evento.

    0 comentários:

    INHERENT VICE (2014, Paul Thomas Anderson)



    Trippy film noir.
    A prosa de Thomas Pynchon encontra relevante paralelo no cinema de Paul Thomas Anderson, e INHERENT VICE (a.k.a. VÍCIO INTRÍNSECO), temática e narrativamente, nunca joga pelo seguro. A observação — disfarçada de film noir e personificada por Joaquin Phoenix e Josh Brolin — da América simultaneamente paranóica e new age dos anos 70, onde o conservadorismo, intolerância e avareza tudo anseiam devorar, constitui-se como novo tomo da Americana que Paul Thomas Anderson, após THERE WILL BE BLOOD (2007) e THE MASTER (2012), está a firmar para a posteridade.



  • . Ficha Técnica / Credits:
    • Realização e ArgumentoPaul Thomas Anderson
      ProduçãoPaul Thomas Anderson, Daniel Lupi, JoAnne Sellar
      FotografiaRobert Elswit
      MúsicaJonny Greenwood
      ElencoJoaquin Phoenix (Larry "Doc" Sportello), Josh Brolin (Christian F. "Bigfoot" Bjornsen), Owen Wilson (Coy Harlingen), Katherine Waterston (Shasta Fay Hepworth), Reese Witherspoon (Penny Kimball), Benicio del Toro (Sauncho Smilax)
      Ano2014
      PaísEUA

    2 comentários:

    Short of the Day #72



    Os pesadelos de um "exterminador".
    Curta documental nomeada para o Oscar da categoria este ano, LA PARKA é o testemunho atmosférico e seco — cinematograficamente, com ecos de Frederick Wiseman por aqui — sobre o que é trabalhar vinte e cinco anos num matadouro industrial. Período de tempo que levou Efrain a esboçar a sua teoria completa sobre vida e morte.

    • . Ficha Técnica
    Realização e ArgumentoGabriel Serra
    ProduçãoHenner Hofmann
    FotografiaCarlos Correa
    Ano2013
    PaísMéxico

    0 comentários:

    Trains in Movies #8



    THE IMITATION GAME
    (2014, Morten Tyldum, 00:05:26)

    1 comentários:

    Trains in Movies #7



    THE THEORY OF EVERYTHING
    (2014, James Marsh, 00:20:28)

    1 comentários:

    Trains in Movies #6



    MURDER BY CONTRACT
    (1958, Irving Lerner, 00:12:08)

    0 comentários:

    Short of the Day #71



    Nova Iorque impressionista.
    A BRONX MORNING descrito por Danny Reid, no site Pre-Code.com: «Interestingly, Leyda oftentimes cuts off the heads to let the bodies and let their motions do the talking. It gives an anonymous presence to the action, making the playing and running universal in its scope by refusing to give it a face. When we do see faces, they’re never lingered on. What is doted on are the buildings, businesses, and litter. If the people of the Bronx are constantly in motion and too frantic for Leyda’s cameras, it’s impossible not to be captured what they’ve created, silent totems of the neighborhood’s identity».

    • . Ficha Técnica
    RealizaçãoDanny Leida
    Ano1931
    PaísEUA

    0 comentários:

    MR. ARKADIN (1955, Orson Welles)



    Milhões de segredos.
    Embora estejamos, aparentemente, longe de vislumbrar a versão definitiva de MR. ARKADIN (a.k.a. RELATÓRIO CONFIDENCIAL), o espírito mordaz cinematográfico de Orson Welles nunca permanece oculto. À sombria fotografia de Jean Bourgoin — artista que iluminou títulos como MON ONCLE (1958) e THE LONGEST DAY (1962) —, contrapõe-se uma delicada sátira à espionagem geopolítica do pós-Segunda Guerra Mundial, ilustrada com narrativas extraídas de lendas urbanas e clichés geográficos e nas interpretações quase burlescas de Robert Arden, Patricia Medina e do próprio Welles.



  • . Ficha Técnica / Credits:
    • Realização e ArgumentoOrson Welles
      ProduçãoLouis Dolivet, Orson Welles
      FotografiaJean Bourgoin
      MúsicaPaul Misraki
      ElencoOrson Welles (Gregory Arkadin), Robert Arden (Guy Van Stratten), Patricia Medina (Mily), Paola Mori (Raina Arkadin), Akim Tamiroff (Jakob Zouk)
      Ano1955
      PaísEspanha | França | Suíça

    0 comentários:

    Short of the Day #70



    O Universo nunca é pequeno demais para o Homem.
    Os valores de produção de HIBERNATION são, por si só, motivo mais que suficiente para ver esta curta multipremiada (galardões em Gijón e Sitges, entre outros festivais) de ficção-científica. No entanto, o foco de Jon Mikel Caballero está claramente direccionado para a carga emocional de uma narrativa de amor e espaço sideral que parece anteceder, de forma peremptória, o que Christopher Nolan fez em INTERSTELLAR.

    • . Ficha Técnica
    RealizaçãoJon Mikel Caballero
    ProduçãoJon Mikel Caballero, Cristian Guijarro
    ArgumentoJon Mikel Caballero, Eric Navarro
    FotografiaTânia da Fonseca
    MúsicaChuky Namanera
    ElencoAdam Quintero (Joseph Wood), Manuela Vellés (Claire Martínez)
    Ano2012
    PaísEspanha

    0 comentários:

    MURDER BY CONTRACT (1958, Irving Lerner)



    A imoralidade não compensa.
    Tremendamente influente (Martin Scorsese que o diga), MURDER BY CONTRACT é, porventura, um dos melhores noir do cinema norte-americano dos anos 50 que importa conhecer. Um mercenário com laivos de niilismo como protagonista, a surpreendente natureza do alvo que motiva o "homicídio contratado" do título e a viciante banda sonora são atributos a que Irving Lerner recorre para capitalizar a interpretação visual de um argumento inteiramente imoral, arrogante e satírico. Mais negro/noir que isto é árduo de encontrar.



  • . Ficha Técnica / Credits:
    • RealizaçãoIrving Lerner
      ProduçãoLeon Chooluck
      ArgumentoBen Simcoe, Ben Maddow
      FotografiaLucien Ballard
      MúsicaPerry Botkin
      ElencoVince Edwards (Claude), Phillip Pine (Marc), Herschel Bernardi (George), Caprice Toriel (Billie Williams), Michael Granger (Mr. Moon)
      Ano1958
      PaísEUA

    0 comentários:

    Short of the Day #69



    Rapaz selvagem.
    Orgulhoso redneck, auto-subsistente definitivo e armado até aos dentes, o jovem protagonista de THE LEGEND OF CAMBO (parte integrante de uma série de curtas produzidas pelo site Vice sobre personagens excêntricas) conta a Harmony Korine a sua história de vida, focando-se no como e porquê de optar pela completa reclusão numa floresta do Alabama. Entre o acender da fogueira e uma pescaria, subsiste a (invejável?) paz concedida de uma vida sem compromissos nem preocupações.

    • . Ficha Técnica
    RealizaçãoHarmony Korine
    ProduçãoJeyy Ricciotti
    FotografiaJake Burghart
    Ano2015
    PaísEUA

    0 comentários:

    Trains in Movies #5



    MR. ARKADIN
    (1955, Orson Welles, 00:06:21)

    1 comentários:

    Short of the Day #68



    Areia letal.
    CONFUSION THROUGH SAND, de Danny Madden, é um estonteante objecto anti-guerra de animação, onde vida e morte cruzam-se assiduamente até ao poderoso desenlace desta experiência sensorial ansiosa e única. Peculiar é, também, o seu formato de animação: o recurso ao papel reciclado fornece todo o visual arenoso e claustrofóbico do filme.


    • . Ficha Técnica
    Realização e ArgumentoDanny Madden
    ProduçãoJim Cummings, Benjamin Wiessner
    Ano2013
    PaísEUA

    0 comentários:

    Short of the Day #67



    "O que não pode ser esquecido reaparece em sonhos".
    Manifesto de oposição à passividade do espectador em relação a qualquer produto artístico (com o Cinema em plano de destaque), Guy Debord advoga, em CRITIQUE DE LA SÉPARATION, a radical necessidade de destruir a memória na arte, num "diálogo teórico" sem princípio nem fim. Infundido do espírito cinéma vérité, este documentário experimental surge como preparativo para LA SOCIÉTÉ DU SPECTACLE (1974), a obra definitiva de Debord.


    • . Ficha Técnica
    Realização e ArgumentoGuy Debord
    FotografiaAndré Mrugalski
    Ano1961
    PaísFrança

    0 comentários:

    The Short Guide to Córtex 2015 — Part II



    Competição Nacional de Curtas-Metragens.


    • TRÊS SEMANAS EM DEZEMBRO (Laura Gonçalves)

    • É uma história pessoal que enaltece os laços familiares, utilizando o sketchbook e a família como referência. Este filme segue um formato diarístico, mostrando diversas situações e eventos que fazem parte da cultura e rotina em Belmonte, durante a época de Natal.


    • A MINHA IDADE (Hugo Pedro)

    • Ana cresceu numa instituição de acolhimento e aos dezassete anos tem ao seu cuidado um dos menores, Leandro, uma criança de dez. Depois de receber uma proposta de apadrinhamento já inesperada por parte de Rita, uma mulher solitária que vem ao seu encontro, Ana procura então separar-se da criança para poder partir.


    • ALDA (Ana Cardoso, Filipe Fonseca, Liliana Sobreiro, Luís Catalo)

    • Alda é uma mulher idosa e solitária, que teve uma história de vida complicada. Perante esta mudança que lhe é imposta, e sem possível fuga, vê-se agredida a si e ao mundo que conhece, não tendo outra alternativa que não seja regressar ao lugar que sempre conheceu, a sua casa.


    • BÉTAIL (Joana Neves de Sousa)

    • BÉTAIL é um documentário experimental sobre o entrelaçamento de corpos e vidas numa quinta de gado. Durante três capítulos, cada um deles focando-se num elemento físico diferente, um nascimento acontece enquanto tem lugar a rotina diária.


    • CABEÇA (Miguel Tavares)

    • Numa tarde de Verão ela disse-me: "está tudo na tua cabeça". Nunca me esqueci, mas...


    • COISA DE ALGUÉM (Susanne Malorny)

    • O Departamento de Perdidos e Achados de Lisboa parece mais uma antiga oficina artesanal do que um escritório. A sua missão é especial: garantir exílio a todos os artigos pessoais perdidos e recolhidos na área da grande Lisboa. O dia-a-dia desta instituição dentro da PSP torna-se um observatório inesperado da dinâmica de perder, achar, possuir e esquecer numa complexa cidade actual.


    • DEDÁLO (Jerónimo Rocha)

    • Dentro do Cargueiro/Refinaria Espacial Dédalo, Siena tenta sobreviver a uma infestação de criaturas diabólicas.


    • ENNUI ENNUI (Gabriel Abrantes)

    • Enquanto a embaixatriz da França no Afeganistão está em plena negociação de desarmamento com um nômade kuchi, a sua filha, Cléo, é sequestrada por um senhor de guerra afegão.


    • FULIGEM (David Doutel, Vasco Sá)

    • É como fuligem que se deposita nas paredes da nossa cabeça. Não a vemos. Já faz parte.


    • FÚRIA (Diogo Baldaia)

    • A agressividade e o desejo de competir fazem parte da infância. No clube de boxe, de um bairro pobre para as crianças vivem a amizade e encontram um espaço onde canalizar uma fúria que tem tanto de violenta, como libertadora.


    • LAZARETO (Diogo Allen)

    • Um registo que se constrói a partir de espaços distintos e habitados por uma comunidade cigana residente no Lazareto, um bairro no interior do país.


    • MIAMI (Simão Cayatte)

    • O sonho de fama de uma adolescente transforma-se numa perigosa obsessão.


    • NÃO SÃO FAVAS, SÃO FEIJOCAS (Tânia Dinis)

    • Conflito geracional de pessoas que vivem do campo, para o campo. A minha avó e eu. 
O confronto da imagem com aqueles nela representados.


    • SONÂMBULOS (Patrick Mendes)

    • Num mundo automatizado, uma fábrica alimenta-se da sua mão de obra.


    • TRIÂNGULO DOURADO (Miguel Clara Vasconcelos)

    • Às portas de Paris, onde o Rio Sena encontra o Marne, Sheylla revela memórias, encontros e sentimentos das viagens que a levaram até ali. Ela prepara-se para partir de novo, mas que direção tomar quando se pode partir em todas as direcções?


    O alinhamento completo da programação do Córtex - Festival de Curtas-Metragens de Sintra, que se realiza de 12 a 15 de Fevereiro, pode ser consultado no site oficial do Festival.

    1 comentários:

    The Short Guide to Córtex 2015 — Part I



    Competição Internacional de Curtas-Metragens.


    • CANARD OU LAPIN? (Christine Grulois, Gilles Bissot)

    • Enquanto fazia compras no seu bairro com a filha Nina, Elena recebe uma chamada inquietante. E num momento de distração, Nina desaparece...


    • DOMOJ (Simona Feldman)

    • Juri cresce em condições precárias numa pequena vila da ex-URSS. Quando o seu pai se muda para a Alemanha na busca de melhores condições para sustentar a família, Juri tem que se adaptar a uma vida sem pai.


    • EN MALER (Hlynur Pálmason)

    • Um homem idoso vive numa casa isolada. É um artista famoso, que deixou o mundo mundano e criou um pequeno universo cuidadosamente projetado para si e para a sua arte. A sua casa está cheia de luz e de livros, e pode ver os cavalos a galopar cada vez que olha através da janela. Não precisa de outras pessoas. Tudo o que ele precisa é de seu cão e da sua pintura — pelo menos é o que ele pensa.


    • MATILDE (Vito Palmieri)

    • Apesar da sua natureza tímida, Matilde é uma criança dotada de uma inteligência dinâmica e um espírito forte. No entanto, na sala de aula, algo parece incomodá-la. Combinando as sugestões do seu professor, o interesse nas ferramentas de cabeleireira da mãe e a sua paixão pelo ténis, Matilde procura uma solução drástica e original para encontrar serenidade.


    • MIRUNA (Piotr Sułkowski)

    • Depois de uma discussão com o seu amante, uma rapariga toma uma atitude precipitada ao entrar no carro de um misterioso estranho. Numa viagem até ao fim da noite, o seu breve encontro irá guiá-los a uma atração mútua e a uma compreensão e destrutiva realização.


    • MORE THAN TWO HOURS (Ali Asgari)

    • 3 da manhã. Um rapaz e uma rapariga vagueiam pela cidade à procura de um hospital que trate a rapariga, mas essa é uma tarefa muito mais difícil do que eles imaginariam.


    • MUR (Andra Tévy)

    • Uma noite de inverno a nevar, uma mulher desloca-se para o seu trabalho. Os arredores são hostis, e o trabalho árduo. Uma janela não se fecha mais: neva dentro do espaço de trabalho. O lugar torna-se uma terra de aventuras.


    • OS MENINOS DO RIO (Javier Macipe)

    • No bairro da Ribeira do Porto, todas as crianças mostram a sua coragem ao saltar da imponente ponte D. Luís I para o rio Douro. Leo é diferente, nunca o fez mas começa a cansar-se de que todos pensem que ele é um cobarde.


    • PANDAS (Matúš Vizár)

    • Depois de milhões de gerações, existe uma grande probabilidade de se tornarem mais uma espécie extinta. Mas um dia, um primata activo chamado Ser Humano encontra-os e eles tornam-se um peão no jogo do Homem.


    • SAJÁRA (Juanan Martínez)

    • Jaime e Lucía têm algo muito importante para dizer à sua filha. No entanto, ela aparece com o namorado com uma surpresa inesperada.


    • TOI QUÊN ROI? (Eduardo Williams)

    • Sobe, vamos saltar, os campos são verdes e as casas cinzentas. Somos todos pequenos. Parece que os poros da minha pele se tornaram gigantescos.


    • WEDDING CAKE (Viola Baier)

    • Duas figuras de massapão ganham vida no topo de um bolo de casamento e usam a cobertura do bolo para esculpir o matrimónio perfeito. Sucesso! Tudo parece ser doce e perfeito: eles tentam agradar e fazer o outro feliz. Mas, rapidamente o descontentamento invade a atmosfera.


    O alinhamento completo da programação do Córtex - Festival de Curtas-Metragens de Sintra, que se realiza de 12 a 15 de Fevereiro, pode ser consultado no site oficial do Festival.

    0 comentários: